Bem vindo, Camaçari, 26 de Junho de 2017

Hospital da Mulher atenderá vítimas de violência sexual

Escrito por: Pesquisa Web - Ciência e Saúde - 09 de Janeiro de 2017

Localizado no bairro de Roma, em Salvador, a unidade hospitalar fará encaminhamento jurídico das vítimas (Foto: Divulgação)

Com dez salas cirúrgicas, 136 leitos e capacidade para nove mil consultas por mês, o Hospital da Mulher (HM) vai atender a vítimas de violência sexual. A unidade, que será inaugurada na tarde desta segunda-feira (9), fará, ainda, o encaminhamento jurídico das vítimas. “O acolhimento é realizado por um enfermeiro, que vai fazer a primeira abordagem.O médico, o psicólogo e o assistente social aparecem na sequência. Para a questão jurídica, é preciso formalizar um boletim de ocorrência. ”, afirma o coordenador de Implantação do hospital, Lindenor Messias. O atendimento é por demanda espontânea ou via regulação de outras unidades de saúde.

Lozalizado no bairro de Roma, em Salvador, o HM também prestará atendimento às mulheres que necessitam de tratamentos nas áreas de ginecologia, mastologia, reprodução humana e oncologia. Com centro de diagnóstico equipado com tomógrafo computadorizado, ultrassom, doppler scan (equipamento capaz de observar uma determinada parte do órgão de modo colorido) e raio-x, o Hospital da Mulher vai dispor, ainda, de laboratório 24 horas. Dos 136 leitos, 97 são destinados à internação, dez para a UTI e 29 leitos para o hospital-dia.

De acordo com a coordenadora do Serviço Social da unidade, Ivana Lima, os profissionais selecionados para atender os pacientes foram capacitados para receber as mulheres de acordo com as especificidades dos casos. No caso das vítimas de violência sexual, por exemplo, as mulheres não vão precisar repetir sua história ou os motivos pelos quais estão ali. "Elas já estão fragilizadas e sofridas por tudo o que passaram, então, será um atendimento humanizado", afirma a coordenadora.

Com dez salas cirúrgicas, 136 leitos e capacidade para nove mil consultas por mês (Foto: Divulgação)

Equipamento inédito

Com investimento de cerca de R$ 40 milhões do Governo do Estado, o HM vai contar com oito carros de anestesia Dräger GS Premium e um sistema de ar-condicionado laminado no bloco cirúrgico. "Durante a cirurgia, ele é responsável pela manutenção da vida do paciente. O anestesista cuida da sedação e monitora todos os sinais vitais do paciente, para garantir que a cirurgia seja bem-sucedida. O carro com essa tecnologia garante uma precisão maior na administração dos anestésicos e no acompanhamento dos sinais vitais”, pontua o engenheiro clínico do HM, Antônio Duplat.

Já o sistema de ar-condicionado com fluxo de ar laminado é digital e, segundo a coordenadora do Bloco Cirúgico, Janine Vilela, facilita para que a pressão positiva não tenha interferência da pressão do ambiente externo ao da sala cirúgica. Assim, quem entrar e sair, não vai trazer o ar contaminado para dentro do do bloco, segundo a especialista. "Com isso, o índice de infecção cai para praticamente zero", ressalta.

Atendimento oncológico

As pacientes com suspeita de câncer de mama também terão atendimento especial no Hospital da Mulher. Com serviço de alta resolução para a descoberta e o tratamento da doença, as mulheres que tiverem diagnósticos de imagem com indicativos com tumor maligno serão submetidas à biopsia no mesmo dia. A intervenção cirúrgica, se necessária, será realizada imediatamente, na própria unidade.

Quem passar pela cirurgia de retirada da mama, seja na unidade ou em outras instituições de saúde do estado, terá a oportunidade de fazer a reconstrução da mama. Serviço que, segundo o coordenador do Serviço de Cirurgia Plástica do Hospital da Mulher, Guilherme Queiroz, tem a demanda reprimida no estado. Conforme Guilherme, a unidade vai realizar o processo de reconstituição tardia e imediata. “Vamos fazer a retirada do câncer pela equipe de mastologia e, ao mesmo tempo, a equipe de cirurgia plástica faz a reconstituição. Com isso, as pacientes não se sentirão mutiladas”, salienta.

Para o coordenador, o câncer é uma doença compromete a autoestima das pacientes. De acordo com ele, a mulher que perde a mama, em muitos casos, não se enxerga como uma mulher. "Este hospital vem com este apelo, para a gente atender a esta quantidade grande de pacientes que já estão sem mama e outras que vão fazer o tratamento”, completa. 

O HM será inaugurado às 16h, pelo governador Rui Costa. A expectativa, de acordo com a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), é de que o hospital realize até mil atendimentos cirúrgicos por mês. Ainda de acordo com a Sesab, o HM é o segundo maior hospital especializado em atendimento à saúde da mulher no Brasil. As internações têm inicio na próxima sexta-feira (13) e os atendimentos ambulatoriais serão iniciados ainda nesta segunda.

Outras Notícias:

Ciência e Saúde
Escrito por: Pesquisa Web
22 de Junho de 2017
 Veja Mais
Ciência e Saúde
Escrito por: Camaçari Notícias
22 de Junho de 2017
 Veja Mais
Ciência e Saúde
Escrito por: Pesquisa Web
21 de Junho de 2017
 Veja Mais
 Veja todas as notícias

Buscar em Notícias

Cadastre-se

Receba nossos informativos no seu email:

Enquete

Você é a favor da mudança do SAC para o Shopping Boulevard Camaçari?

Resultado

Praça Desembargador Montenegro, n° 35, Centro,
Camaçari - BA
CEP: 42800-020

71.3627-5293
contato@camacarinoticias.com.br

Navegação Rápida