Entrevista

Acadêmicos do Litoral: Conheça a escola de samba de maquete de Camaçari

em 31 de Julho de 2020
[Acadêmicos do Litoral: Conheça a escola de samba de maquete de Camaçari ]

Você já ouviu falar em carnaval de maquete? Para nós foi uma surpresa descobrir essa modalidade de carnaval virtual e mais ainda, saber que em Camaçari existe uma representante. A Acadêmicos do Litoral foi criada por Kleber Neves, morador do bairro Phoc II.

Fomos pesquisar e descobrimos como funciona o carnaval de maquete. De acordo com a UESM (União das Escolas de Samba de Maquete), Liga responsável pela realização do evento, nos desfiles, os carros alegóricos são produzidos em escala menor, os sambas são releituras do carnaval real e as fantasias vestem os corpos de centenas de bonecos de plástico. A competição envolve mais de 20 escolas inscritas e o julgamento é feito por profissionais envolvidos no carnaval real.

Entrevistamos Kleber Neves, que nos contou um pouco sobre como tudo começou e como é participar do carnaval de maquete.

CN1: Como descobriu e começou a fazer parte das escolas de samba de maquete?

Kleber: Assistindo a Viradouro pelo computador na série A, gostaria muito de mandar uma mensagem para o comentarista Alex Escobar ler ao vivo, aí pensei, “vou fazer uma mini escola de samba, filmo e mando pra aparecer na Globo”. Fiz uma breve pesquisa no Google e veio a UESM, liga do carnaval de maquete.

Fui assistindo escola por escola e fiquei fascinado e decidimos fazer nossa própria escola. A parte mais difícil foi escolher o nome, Unidos de Camaçari, Unidos do Litoral Norte, Acadêmicos do PHOC 2, até chegar ao nome Acadêmicos do Litoral. Ingressamos na liga no ano de 2016 com o enredo: Com a força da onça vamos virar esse jogo.

CN1: Como é o processo de idealização do desfile?

Kleber: Tudo começa com o tema do enredo. Pro ano de 2021 queríamos muito falar sobre o Nordeste. Mas o que falar se muitas escolas já tinham falado? Observamos que a maioria falava sobre o sertão, da cultura e de algumas cidades. Como sou torcedor da Viradouro, vi que ela deu uma inovada falando das Ganhadeiras de Itapuã, isso foi um jeito diferente de falar da Bahia.

Decidimos fazer algo nesse sentido, falar do Nordeste de maneira diferente, foi aí que, assistindo a Rede Bahia, vi o quadro Avança Bahia e decidimos falar sobre a agricultura da região. Para nossa surpresa fomos descobrindo um Nordeste forte na agricultura. A soja é o grão mais exportado, o algodão é o ouro branco, o milho, cana de açúcar, o Vale do São Francisco e assim por diante.

Juntamos a ideia com o samba da Vila Isabel de 2013. Assim nasceu o nosso enredo para 2021: Da seca a fartura, esse é o Nordeste que a gente se orgulha!

CN1: Quem confecciona as alegorias?

Kleber: A Acadêmicos do Litoral tem uma comissão de carnaval composta por: Vania Neves (conhecida em Camaçari e região pelos acessória e fantasias), Kleber Neves, Jonathan Neves, Evellyn Neves, Val Magalhães e Uendell Lacerda.

Essa equipe trabalha diretamente na confecção das fantasias, dos carros e do cronograma do desfile. A equipe é comandada pela artesã e carnavalesca Vania Neves.

CN1: Existe um prêmio para quem participa dos desfiles? Como esses desfiles funcionam?

Kleber: Não existe uma premiação em dinheiro, o que existe são premiações de troféus e medalhas. Algumas escolas já são até patrocinadas, mas a Litoral ainda está no processo de conseguir seu primeiro patrono.

Os desfiles têm algumas regras, como tamanho mínimo da avenida e têm um regulamento a se cumprir, como o projeto de carnaval, o tempo do desfile e somos julgados por sete quesitos formado por um júri extremamente rigoroso. E isso faz todos nós sermos mais detalhistas e cuidadosos com tudo, principalmente com ser fiel ao enredo.

O desfile é feito por fotos e filmagem. As fotos dão os movimentos aos componentes evoluírem, assim como o casal de mestre sala e porta bandeira.

Onde assistir

Os desfiles para o carnaval de 2021 já têm data marcada. Segundo Kleber, eles irão acontecer nos dias 15 e 16 de fevereiro, no site da UESM e nas redes sociais da Liga.

Como o carnaval real não deve acontecer no próximo ano por causa da pandemia da Covid-19, pelo menos os amantes das escolas de samba terão essa opção de entretenimento. Os desfiles ficam disponíveis na página da UESM o ano inteiro. Vale a pena conhecer.

Veja o desfile de 2016:

Compartilhe!