Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Notícias

/

Educação

/

Estudantes da rede estadual de ensino são premiados na Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente

Educação

Estudantes da rede estadual de ensino são premiados na Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente

Quatro alunos da rede estadual foram premiados.

Por: CN com Assessoria de Comunicação

(Foto: divulgação/SEC)

Estudantes de quatro escolas da rede estadual de ensino, localizadas nos municípios de Alagoinhas, Itabuna, Rio de Contas e Sítio do Quinto, foram premiados como "Destaque Regional" na 11ª edição da Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente (OBSMA), promovida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). A cerimônia de premiação nacional ocorreu, na quinta-feira (8), no campus da Fiocruz de Manguinhos, no Rio de Janeiro.  

O evento contou com a participação de estudantes das redes municipal, estadual e federal de todas as regiões do país. Como parte da programação, eles realizaram visitas técnicas em locais turísticos, como Jardim Botânico, Parque Nacional da Tijuca e Museu do Amanhã.

A equipe do Colégio Estadual São Francisco, situado em Alagoinhas, foi premiada na categoria "Produção de texto" (Ensino Fundamental), com o trabalho "Um pequeno gesto de coragem". Na mesma categoria (Ensino Médio), estudantes do Colégio Estadual João Francisco da Silva, de Sítio do Quinto, foram premiados com a "Revista Oxente Saúde – edição especial: doenças negligenciadas".

Já os estudantes do Colégio Estadual Carlos Souto, de Rio de Contas, receberam o prêmio na categoria "Projeto de Ciências" (Ensino Médio), com o experimento "Ecobags: se é sustentável, é saudável". E os estudantes do CPM de Itabuna foram contemplados na categoria "Produção audiovisual" (Ensino Médio), com o vídeo "Pobreza Menstrual".  

Para a estudante Natália Luz, 26, que cursa a modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA), no Colégio Estadual Carlos Souto, participar da OBSMA foi uma experiência única. "Criamos as ecobags feitas de algodão para incentivar a diminuição do uso de sacolas plásticas. Fiquei muito feliz com o prêmio e gostei das visitas que fizemos", afirmou.

O estudante Eduardo Oliveira, 16, 1º ano, do Colégio Estadual João Francisco da Silva, disse que o prêmio tem significado especial. "Só a educação pode mudar a vida das pessoas. Com dedicação e esforço, a gente pode ir a qualquer lugar, até mesmo ao Rio de Janeiro. Estou muito feliz de ver que nosso trabalho foi reconhecido, partindo de uma cidade pequena no semiárido baiano", desabafou.

Bahia Olímpica – Por meio do Projeto Bahia Olímpica, a Secretaria da Educação do Estado (SEC) estimula a participação dos estudantes nas olimpíadas das diversas áreas do conhecimento. Entre os anos de 2019 e 2021, o programa registrou 1.510.591 inscrições nas mais de dez olimpíadas científicas realizadas, com a conquista de 2.750 medalhas por alunos baianos. Atualmente, o Estado da Bahia está mobilizado em 30 olimpíadas, das quais participam mais de 1,2 milhão de estudantes baianos.

Siga o CN1 no Google Notícias e tenha acesso aos destaques do dia. 

 

Relacionados