Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Notícias

/

Polícia

/

Criança de dez anos esfaqueia o pai para defender a mãe de agressões

Polícia

Criança de dez anos esfaqueia o pai para defender a mãe de agressões

Caso aconteceu em Uruaçu, no norte de Goiás.

Por: Pesquisa Web

Caso aconteceu em Uruaçu, no norte de Goiás. (Foto: Divulgação/PCGO)

Uma criança de 10 anos esfaqueou o pai em Uruaçu, no norte goiano. Segundo informações da Polícia Civil de Goiás (PCGO), o menino o atingiu com um golpe na barriga, para defender a mãe de uma agressão. O homem teria ingerido bebidas alcoólicas e batido na mulher, que relatou passar por uma crise no casamento. A informação é do Metrópoles*

O caso ocorreu na noite de domingo (4/12). De acordo com o delegado responsável pelo caso, Peterson Amin, a PM de Goiás foi acionada para atender a ocorrência e, ao chegar no local, encontrou apenas o homem ferido e a mulher, que negou qualquer tipo do agressão.

A criança havia sido retirada do local por familiares.

De acordo com o delegado, o homem foi encaminhado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Estadual do Centro-Norte Goiânia (HCN), onde segue internado, com estado de saúde estável. A família foi levada à delegacia por falta de provas do ocorrido.

O delegado afirmou que não haverá responsabilização do crime, já que o menino não teve a intenção de matar o pai, apenas de defender a mãe da agressão. Segundo ele, o homem não foi preso em flagrante em razão do estado de saúde.

Violência

À TV Anhanguera a conselheira tutelar Keila Silva disse que a criança não tem histórico de agressividade e nenhuma passagem pelo Conselho Tutelar ou pela polícia. Segundo ela, a briga começou quando a mulher voltou da igreja e foi buscar o marido, que bebia na casa da irmã. A mulher contou a Keila que o marido estava bêbado e queria dirigir o carro cheio de crianças. Ela não permitiu e os dois discutiram.

“Ele [o marido] não aceita ela [a esposa] ter redes sociais. Ela tinha postado uma foto com o menino, e ele perguntou por que ela estava postando e começou a briga. Ele deu tapas, murros e, nesse momento, a criança foi na cozinha pegou a faca, o golpeou na barriga, e ele falou: ‘Uai, filho, você furou o papai?’”, descreveu a conselheira tutelar Keila Silva à emissora.

A conselheira acrescentou que o menino está em choque e não assimilou o que fez. Segundo Keila, no momento da briga, ele só pensou em defender a mãe. “A criança vai continuar com a mãe, e o pai não vai voltar para casa. Ela vai fazer uma medida protetiva, e esse é o fim do casamento. A criança vai estar segura, o que puder fazermos de monitoramento, segurança e proteção vamos fazer”, destacou Keila.

A mãe do menino contou que o marido era violento e, há três meses, sofria agressões, mas tinha medo de terminar o relacionamento. O homem tinha uma arma guardada no cofre de casa.

Arma apreendida

De acordo com o delegado Peterson Amin, a arma do homem foi apreendida. “Está legalizada e tem registro, no entanto, foi apreendida”, disse.

Siga o CN1 no Google Notícias e tenha acesso aos destaques do dia. 

Relacionados